Tratamentos para Epilepsia

O mais comum é o tratamento com medicamentos que têm por objetivo prevenir a recorrência das crises e são chamados de anticonvulsivantes. Existem várias classes de anticonvulsivantes com diferentes mecanismos de ação. Há aqueles que atuam de forma mais específica nas crises parciais, aqueles que atuam nas crises generalizadas e os chamados de amplo espectro, ou seja, que atuam tanto nas crises generalizadas como nas crises parciais ou focais.

Quais os cuidados que se deve ter ao fazer uso das medicações anticonvulsivantes?

As medicações devem ser prescritas por um médico. Um medicamento bom para um paciente pode não ser para outro. Cada indivíduo tem o seu diagnóstico. Algumas pessoas toleram e precisam de doses mais altas de medicações e outras não. Alguns medicamentos são excretados pela urina, outros têm metabolização hepática. Na dependência do que se usa, alguns exames para monitoramento do tratamento são necessários. Os mais comumente utilizados são os níveis dos medicamentos no sangue (nível sérico) avaliação da função do fígado ou da função dos rins e hemograma.

Qual é o tempo de uso de anticonvulsivante?

Depende de caso para caso. Há casos em que o tratamento da epilepsia é relativamente breve, em torno de 2 anos, em outros, um pouco mais prolongado, na média, 5 anos. Há casos em que o uso pode ser mais prolongado ou mesmo para a vida toda.

Existem outras doenças que podem ser confundidas com epilepsia?

Sim. Algumas doenças podem ser confundidas com epilepsia. Em geral são doenças que cursam com desmaios ou alteração de consciência. Várias doenças podem ter este comportamento, dentre elas, patologias cardíacas, distúrbios de sono, distúrbios metabólicos, alterações psiquiátricas, etc. O diagnóstico é fundamental para o sucesso do tratamento.

Como é feito o diagnóstico de epilepsia?

O diagnóstico é feito através dos dados clínicos relatados tanto pelo paciente como por uma testemunha que tenha presenciado os eventos. Além da história clínica, outros exames podem ser importantes para complementar o diagnóstico como tomografia de crânio, ressonância magnética, eletroencefalograma, vídeo-EEG e outros.

Para que serve o vídeo-EEG?

O vídeo-EEG está indicado para esclarecimento diagnóstico de fenômenos paroxísticos, para classificação do tipo crise epiléptica (desmaio ou convulsão) e consequentemente da síndrome epiléptica nos casos em que as informações obtidas através dos demais exames não foram suficientes para a determinação do diagnóstico. Serve também para quantificação das crises naqueles pacientes com manifestações clínicas sutis, especialmente para avaliar a resposta terapêutica e, finalmente, nos candidatos à cirurgia de epilepsia (pessoas com epilepsia de difícil controle) para determinação da zona ou área epileptogênica (na qual a crise se inicia).

O que é epilepsia de difícil controle?

Epilepsia de difícl controle se refere aos casos em que as crises não são controladas a despeito do tratamento correto. Em geral, mais de duas ou três tentativas de tratamento medicamentoso já foram feitas com as drogas mais indicadas para o caso. Tenta-se o controle com os medicamentos isolados, testando um por vez (monoterapia) ou associados (politerapia).

Qual a chance de uma pessoa ter epilepsia de difícil controle?

A maioria das pessoas com epilepsia apresenta boa resposta às medicações, em torno de 70% dos casos. Nos 30% restantes, a epilepsia pode se comportar de forma refratária ou de difícil controle. Parte destes pacientes podem ser candidatos a cirurgia de epilepsia.

Como saber se uma pessoa com epilepsia é canditada a cirurgia?

Com a avaliação apropriada através de exames complementares e avaliação clínica de um especialista na área.

Qualquer tipo de epilepsia pode ter tratamento cirúrgico?

Não. Primeiro deve-se ter certeza de que as crises não são controladas com os medicamentos e que o diagnóstico está correto.
Apenas pessoas com epilepsias focais ou parciais, ou seja, com crises originárias de um único ponto são candidatas a cirurgia. A região que dá origem as crises também deve ter uma localização que permita a abordagem cirúrgica sem a ocorrência de sequelas.

Depois do tratamento cirúrgico a pessoa pára o uso dos medicamentos?

Depende de caso para caso, mas é comum manter o tratamento com as drogas por mais alguns anos, embora este tratamento possa ser simplificado.

Leia mais: http://www.epilepsiaonline.net/en/tratamentos-/

 

 

 1º CONGRESSO PARAIBANO DE NEUROLOGIA  OCORRERÁ EM CAJAZEIRAS DE 03 À  05 DE NOVEMBRO

LOCAL DO CONGRESO: AUDITÓRIO DA PASTORAL.

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES:
ESTUDANTE:      R$  30,00
PROFISSIONAL:  R$ 50,00
TELEFONES PARA CONTATOS:
(83) 9957.8090/8712.1262/96074646/96440771
E-mail: congressodesaude@bol.com.br  ou aspeparaiba@hotmail.com 

PROGRAMAÇÃO

DIA: 03/11/2011      (5ª feira)

HORA      ATIVIDADES                                                              PROFISSIONAL
19:00 HS        Entrega de credenciais
19;30 HS        Conferência de abertura: As Epilepsias         Dr. Lucas Magalhães -UFMG
20:30 HS        Apresentação dos Trabalhos Científicos      Coordenação Romeria

DIA: 04/11/2011      (6ª FEIRA)

HORA      ATIVIDADES                                                              PROFISSIONAL
08:00 HS        Entrega de credenciais
09:00 HS        PALESTRA: Transtornos Mentais Segundo Psicanálise    Dr. Sérgio Santos – UFMG
10:00  HS       PALESTRA: Epilepsia na Mulher                 Valquíria Ferreira  – Joinville – SC
10:50  HS       CAFÉ COM PROSA            ASPEPB.
11:00 HS        PALESTRA: Síndrome do WEST            Dr. Felipe Felix – FIP-PATOS-PB.
12:00 HS        INTERVALO PARA O ALMOÇO
14:00 HS        PALESTRA: Neurofarmacologia                Dr. Lucas Magalhães -UFMG
15:00 HS        PALESTRA: Autismo em Criança                Dr. Monica Alcântara – UFPB
16:00 HS        PALESTRA: Acidente Vascular Cerebral    Dr. Lucas Magalhães -UFMG

DIA: 05/011/2011    (SÁBADO)

HORA      ATIVIDADES                                                              PROFISSIONAL
09:00 HS    Palestra: Neoplasias                                                       Dr. Lucas Magalhães- UFMG
10:00 HS    Palestra: Emoção “ Mente e Corpo em Conexão “     Dr. Lucas Magalhães -UFMG
11:00 HS    Sono e Distúrbios                                                          Dra. Monica Alcântara – João Pessoa- PB
12:00 HS        “INTERVALO PARA O ALMOÇO”                                         ASPEPB
 14:00 HS       Quando o Corpo Somatiza                                        Dr. Sérgio Santos – UFMG
15:00 HS        Cirurgia de Epilepsia                                                  Dr. Hougelle Simplício – UFRN
16:00HS  Mesa Redonda: Distúrbio do Movimento (Parkinson,Coréia e Distonia)                                                                                                 Dr. Lucas Magalhães – UFMG / Dr. Sérgio Santos – UFMG /Dra. Maura Sobreira – 9º Núcleo de Saúde.
INFORMAÇÕES: JOÃO HERCULES BEZERRA GOMES (83) 9957.8090 – 8712.1262
E-mail; aspeparaiba@hotmail.com – epilepsiatemcura@bol.com.brSITE: WWW.aspeparaiba.com.br
INSCRIÇÃO: ESTUDANTE  R$ 30,00    Profissional: R$ 50,00
INSCRIÇÕES: FACULDADE SANTA MARIA E SÃO FRANCISCO
.
.
.

SAIBA MAIS SOBRE EPILEPSIA

POR LLEOMODESTO

A EPILEPSIA CONTINUA SENDO ATÉ OS DIAS DE HOJE UM GRANDE MISTÉRIO PARA GRANDE PARTE DA POPULAÇÃO BRASILEIRA, O QUE TEM CAUSADO MUITO PRECONCEITO E INCÔMODO PARA TANTAS PESSOAS QUE VIVEM COTIDIANAMENTE  COM EPILEPSIA.

NA INTENÇÃO DE LEVAR MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O TEMA, EXISTEM E ESTÃO SENDO CRIADAS EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL ASSOCIAÇÕES DE APOIO A PESSOAS COM EPILEPSIA, LEVANDO A TODOS E TODAS INFORMAÇÃO E ORGANIZAÇÃO. TAL INICIATIVA ESTÁ SENDO DE RESPONSABILIDADE DA FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE EPILEPSIA.

A EPIBRASIL (FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE EPILEPSIA) ARTICULA AS AÇÕES DAS DIVERSAS ASSOCIAÇÕES DANDO MAIOR VISIBILIDADE A CADA UMA DELAS FAZENDO COM QUE ATRAVÉS DE DIVERSAS AÇÕES, TODA A SOCIEDADE BRASILEIRA POSSA TER UMA VISÃO MAIS REAL SOBRE O QUE DE FATO É EPILEPSIA.

JOÃO HÉRCULES ATUAL PRESIDENTE E LÉO MODESTO DIRETOR DA EPIBRASIL, VIAJAM POR TODO O TERRITÓRIO NACIONAL FALANDO SOBRE O ASSUNTO, JUNTO A TANTAS OUTRAS PESSOAS E INSTITUIÇÕES QUE TEM JUNTADO FORÇAS NESTA MISSÃO DE  DESMISTIFICAR A EPILEPSIA, A EXEMPLO DO Dr. LI LI MIN (NEUROLOGISTA) E DA Drª PAULA FERNANDES (PSICÓLOGA), QUE CONTRIBUEM NO VÍDEO ACIMA, AMBOS FAZEM PARTE DA UNICAMP E DA ASPEBRASIL, IMPORTANTÍSSIMA PARCEIRA QUE REPRESENTA O BRASIL NA CAMPANHA DO BANCO MUNDIAL: EPILEPSIA FORA DAS SOMBRAS.

ASSISTINDO TODO ESTE VÍDEO VOCÊ TERÁ UMA VISÃO MAIS REAL, E SERÁ NOSSO PORTA-VOZ  DE INFORMAÇÕES CORRETAS SOBRE A EPILEPSIA.

MUITOS FRUTOS JÁ FORAM COLHIDOS E MUITOS OUTROS VIRÃO, TODOS PAUTADOS EM MUITA LUTA E MUITO RESPEITO.

.

.

I – SIMPÓSIO DE EPILEPSIA, URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO ESTADO DA PARAÍBA

LOCAL: AUDITÓRIO – FORUM MIGUEL SATYRO – PATOS – PB.

DATA: 03 A 05 DE OUTUBRO DE 2011

PROGRAMAÇÃO

DIA: 03/10/2011 (2ª feira)

HORA

ATIVIDADES

PROFISSIONAL

18 h

Entrega de credenciais e Abertura do Evento

19h 30min

Conferência de abertura:: Hipertensão e Diabetes “Os Males da Era Moderna”

Dr. Wellington Onias Alves– Patos-PB.

20h

Apresentação de Banners.

Manuela Carla de Souza Daltro

COMISSÃO CIENTÍFICA DO EVENTO

DIA: 04/10/2011 (3ª feira)

HORA

ATIVIDADES

PROFISSIONAL

7h 30min

Entrega de credenciais

8h 10min

Palestra: Epilepsia x Síndrome de West.

Manuela Carla de Souza Daltro – FIP- PATOS-PB

.

9h

Palestra: As Epilepsias Refratárias

Dr. Sérgio Evangelista Santos – UFMG

10h

Palestra: Diminuir o impacto psico-social da epilepsia: Um grande desafio para o sistema de saúde e para a sociedade

Drª. Maria Carolina Doretto – UFMG

10h 40min

Café com Prosa

11h

Palestra: Epilepsia no Trânsito

Dr. Heraldo Marciel – PRF-PB

12h

Intervalo para o almoço

14h

Palestra: Políticas Publica na Saúde.

Dr. Valberto Cosme de Lira – Promotor do MP–PB. ‘ João Pessoa –PB.’

14: 40 h

Palestra: Cirurgia de Epilepsia

Dr. Sérgio Evangelista Santos – UFMG.

15h 20 min

Café com Prosa

15h 30 min

Apresentação de tema livres.

Manuela Carla de Souza Daltro

COMISSÃO CIENTÍFICA DO EVENTO

DIA: 05/10/2011 (4ª Feira)

HORA

ATIVIDADES

PROFISSIONAL

8h 30min

Palestra: Dor Torácica: O que Fazer? Dr. Edmilson Gomes – Patos -PB

9h 30min

Palestra: Parada Cardíaca Dr. Francisco Brasileiro – Patos –PB.

10h 30min

Café com Prosa

10h 50min

Palestra: Epilepsias do Lobo Temporal Dr. Ednaldo Queiroga – Facene/Famene – PB.

11h 30min

Palestra: A Necessidade de Políticas Publica para Epilepsia. Drª. Maria Carolina Doretto – UFMG.

12h

Intervalo para o almoço

14h

Palestra: Intoxicação Exógena Dr. Pedro Augusto – Patos – PB.

15h

Palestra: Primeiros Socorros Dr. Rondinele de Assis Pereira – SAMU – Patos.

16h

Encerramento Presidente da Associação. Portadores de Epilepsia da Paraíba. João HerculesSecretário da Saúde de Patos PB.

Eisenhower Alves de Brito Segundo.

16h 30min

Entrega dos Certificados

Propostas:

1ª- 10 Profissionais com direito a hospedagem, alimentação, inscrições e material do evento – custa R$ 1.500,00

2ª – 10 Profissionais com direito apenas a alimentação, inscrições e material do evento custa R$ 1.200,00.

Informações: (83) 9957.8090 – 8712.1262 – e-mail: epilepsiatemcura@bol.com.br (JOÃO HERCULES)

INSCRIÇÃO INDIVIDUAL: UNIVERSITÁRIO: R$ 50,00 – Profissional: R$ 100,00

CARGA HORÁRIA: 40 HORAS AULAS.

ATENÇÃO: TEMOS DORMIDA GRATUITA PARA 50 UNIVERSITÁRIOS.

FORRÓ PÉ DE SERRA NA TERÇA FEIRA. (04-10-2011) GRATUITO.