Explosão atinge prédios em Nova York. Segundo autoridades locais, dois prédios desabaram no Harlem. Pelo menos 16 pessoas ficaram feridas; há relatos de dois mortos.

Desabamento parcial de 2 prédios mata 1 pessoa e fere 16 nos EUA (John Minchillo/AP)

Uma explosão atingiu nesta quarta-feira (12) dois prédios no East Harlem, um bairro de Nova York, nos Estados Unidos, causando o desabamento parcial dos imóveis, segundo a emissora CBS. O Departamento de Bombeiros informou que 16 pessoas ficaram feridas. Segundo o jornal “New York Times”, duas pessoas morreram.

Um dos prédios que caiu tinha uma loja de reparos de pianos no terréo e apartamentos nos outros pisos. Ele teria cinco andares. O outro imóvel era uma igreja.  Ambos ficavam na Park Avenue, nos números 1644 e 1646.

Ainda não se sabe se havia pessoas dentro dos prédios. Segundo o Departamento de Bombeiros, 16 pessoas foram socorridas, 12 com ferimentos leves e quatro com lesões mais sérias. Mais de 200 bombeiros participam do combate ao fogo e do resgate das vítimas.

Os bombeiros ainda não confirmaram se houve mortes no incidente. Uma autoridade sênior confirmou ao “New York Times” que uma pessoa morreu, e disse que é provável que haja mais vítimas fatais. A polícia também confirmou uma morte à CBS.

A explosão aconteceu por volta das 9h30 locais (10h30 de Brasília). O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, seguiu para a região.

Segundo informaram testemunhas ao jornal “New York Daily News”, o fogo começou dentro da loja de piano que fica no térreo de um dos prédios, no número 1646 da Park Avenue. Testemunhas também disseram ao jornal terem sentido cheiro de gás antes da forte explosão.

A Con Edison, empresa responsável pela distribuição de gás na cidade, informou que foi acionada devido a um odor de gás que atingia a região pouco antes da explosão. A ligação foi recebida às 9h13. Ela foi feita por um morador que disse que o cheiro parecia ser gerado do lado de fora do prédio.

mapa desabamento prédio harlem (Foto: Arte/G1)

Equipes da companhia foram enviadas ao local às 9h15. Elas chegaram pouco depois da explosão. A Com Edison está monitorando a situação e verificando se houve danos a outras linha de gás para identificar e conter possíveis vazamentos.

Segundo a CNN, o presidente dos EUA, Barack Obama, foi informado sobre a situação. “A Casa Branca vai permanecer em contato próximo com parceiros federais, estaduais e locais que estão respondendo a este incidente. Nossos pensamentos e orações estão destinados a todos que foram impactados e também às equipes de resgate que estão trabalhando sem descanso para salvar vidas e conter o fogo”, informou um funcionário da Casa Branca.

Carmen Vargas-Rosa, dona da igreja que foi atingida, disse à CBS que sentiu um cheiro de gás no local na noite de terça. Ela disse que ainda não conseguiu falar com quatro de seus inquilinos. “Um deles estava de folga do trabalho, então é provável que ele estivesse no prédio”, afirmou. “Havia também uma mulher com um filho doente, e um jovem casal que estuda à noite e poderia estar dormindo no momento da explosão.”

Pessoa ferida recebe socorros após ser retirada dos destroços do desabamento no Harlem, em NY (Foto: Mark Lennihan/AP)Pessoa ferida recebe socorros após ser retirada dos destroços do desabamento no Harlem, em NY (Foto: Mark Lennihan/AP)

A linha do trem suburbano Metro-North, que passa perto do local da explosão, suspendeu o serviço. “O serviço para e a partir do ‘Grand Central Terminal’ está temporariamente suspenso até novo aviso sobre a explosão em um edifício adjacente a nossa via”, anunciou a empresa no Twitter.

Unidades anti-bombas foram acionadas por precaução. Ainda não está claro o que pode ter causado a explosão.

Destroços do desabamento se espalharam pela avenida. A fumaça gerada pelo desabamento cobria a região. As autoridades pediram que os moradores do bairro permaneçam em casa e mantenham as janelas fechadas.

Bombeiros trabalham controlando o fogo ao lado dos trilhos do metrô sobre a Park Avenue, em Nova York (Foto: John Minchillo/AP)Bombeiros trabalham controlando o fogo ao lado dos trilhos do metrô sobre a Park Avenue, em Nova York (Foto: John Minchillo/AP)
Comparativo mostra o local do desabamento em NY durante a ação dos bombeiros (topo) e antes, como eram os prédios (Foto: Reprodução/Twitter/FDNY; Editoria de Arte/G1 sobre Reprodução/Google Street View)Comparativo mostra o local do desabamento em NY durante a ação dos bombeiros (topo) e antes, como eram os prédios (Foto: Reprodução/Twitter/FDNY; Editoria de Arte/G1 sobre Reprodução/Google Street View)
Do G1, em São Paulo

Anúncios