Soledade sediou o 1° Encontro dos Transportes Alternativos da Paraíba.

Aconteceu na manhã de domingo (12), na cidade de Soledade PB, o 1° Grande Encontro dos Transportes Alternativos da Paraíba, para discutir o projeto de legalização do transporte alternativo enviado pelo Governo do Estado a Assembleia Legislativa que segundo os alternativos não beneficiam a grande parte da classe.

Estiveram presentes ao Encontro os motoristas das cidades, Soledade, Juazeirinho, Pedra Lavrada, Cubatí, São Vicente do Seridó, Remígio, Alagoa Nova, Areia, Areial, Patos, Assunção, Esperança, Gurjão, Junco do Seridó, Alagoa Grade, Cacimba de Dentro, Fagundes, Massaranduba, Mogeiro, Martinhas, Montadas. Além de agentes políticos.

Segundo o Presidente do Sindicato do Transporte alternativo de Soledade, Marinaldo este projeto vem acabar com o transporte de passageiros em carro pequenos e não foi discutido pela classe e sim pela minoria que é representada pela cooperativa dos transportes alternativos da Paraíba, pois se este projeto vier a ser aprovado, milhares de pais de famílias estarão desempregados e a maioria da população vai sofrer com a falta do serviço prestado pelos alternativos, pois no projeto enviado a assembleia só poderá transportar passageiros veículos com capacidades acima de 15 passageiros, ou seja, as vans, afirmou Marinaldo.

Para o Motorista Wellington Simões de Soledade, o governador errou quando não ouviu os motoristas e deixou que pessoas de má Fe usassem seu nome para falar algo que vem de acordo com os anseios da população, pois nos motoristas de alternativos também pagamos nossos impostos damos emprego aos mecânicos, lucros as lojas de peças mecânicas e outras coisas, então queremos apenas o direito de trabalhar na legalidade e sem ser submisso a uma cooperativa que só vem atender os anseios dos empresários de ônibus e não dos alternativos. Finalizou Welington.

Já o Motorista Abel Costa de Juazeirinho pediu uma união maior da classe e que todos procurassem os deputados de cada área e pedisse que os mesmo não aprovassem este projeto que não beneficiam os motoristas de carros pequenos e que levassem o pedido aos seus representantes na assembleia independente de partidos ou cores partidárias.

O Deputado Anísio Maia, usou os microfones para detalhar item por item do projeto enviado pelo governo e explicou que realmente este projeto não atende as necessidades dos alternativos pois em seu estudo verificou falhas graves e ao conversar com os membros da cooperativa viu que seu presidente é um ditador que só o mesmo é que fala, disse ainda que tem o apoio de 22 deputados para uma audiência publica onde realmente os verdadeiros representantes da categoria serão ouvidos e não uma minoria como foi feita na reunião com o governador e que este projeto foi feito entre quatro paredes sem a participação dos verdadeiros interessados na causa, e que está a disposição dos motoristas e que tem a certeza que este projeto não será aprovado pelos seus colegas deputados. Afirmou o Deputado Anísio Maia.

Em seguida foi assinado um documento solicitando uma audiência com o Governador Ricardo Coutinho, que foi entregue ao representante do Deputado Manoel Ludugerio, que se aceite deverá receber uma comissão composta por oito membros escolhido entres os motoristas que participaram do evento.

Por Abel Costa

Fotos: Elias Rodrigues

Anúncios