Cássio detona segurança pública: “Precisamos de medidas urgentes e enérgicas”

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi direto “ao assunto” durante entrevista ao jornalista Juarez Amaral de Medeiros no Jornal de Verdade/Rádio Cidade Esperança, na manhã deste domingo (15/12).
Questionado sobre a segurança em Campina Grande, Cássio foi enfático: “É preciso medidas urgentes, enérgicas e rápidas. Não podemos continuar aceitando, por exemplo, a continuidade desses crimes patrimoniais que existem na cidade. É preciso uma ação rápida. Não adianta ficar só falando que o índice de homicídios no estado diminuiu. Vivemos um clima a insegurança em Campina”.
O senador disse ainda que solicitou mais policiais militares ao governo do estado, mas não foi atendido totalmente. “Um contingente de 200 novos policiais foram incorporados, no entanto só 18 foram enviados para Campina Grande”. Ele disse que reconhece as falhas no “quesito segurança”, mas acrescentou que o governo federal também investe muito pouco na segurança do cidadão. “São investidos apenas 13%. O governo Federal lava as mãos para o problema e se distancia da realidade”. Cássio propõe e defende urgentemente a criação do “Conselho Municipal de Segurança” em Campina Grande.
“Eu defendo imediatamente que o prefeito Romero Rodrigues crie o Conselho Municipal de Segurança. Esse conselho teria representantes de todas as entidades públicas e privadas para, no mesmo espaço, se discutir e encontrar soluções para o problema que vivemos hoje em Campina Grande. Isso tem que ser criado urgente. É uma proposta importante”. Sobre a diminuição da maior idade penal, disse o senador: “eu defendo que o criminoso, seja ele adulto o menor de idade, pague pelo crime de acordo com a sua gravidade”.
RELAÇÃO COM RICARDO COUTINHO
“Somos diferentes: as diferenças são visíveis. Não nos falamos com frequência. Ricardo tem um estilo próprio que respeito”. *“Meus pleitos nem sempre são atendidos. Não tenho tanto prestigio assim. Ricardo foi uma única vez no meu gabinete em Brasília. Já passamos um mês ou dois sem contato”.

ClickPB

Anúncios