São Vicente – Retrato do descaso! Famílias que moram no conjunto Argemiro Felipe são obrigadas a conviver com o ‘lixão’ ao lado de suas casas.

Às vezes quando falamos de respeito e dignidade nos chocamos com a realidade de outros locais do nosso imenso Brasil, famílias que vivem sem condições adequadas de higiene por falta de rede de esgotos, ou mesmo por falta de uma infra-estrutura adequada. Às vezes nem imaginamos que ao nosso lado tem uma situação que deveria nos chocar muito mais. A situação das famílias que moram no conjunto Argemiro Felipe é uma destas situações.
Pense bem, se quando o carro que coleta passa alguns dias para levar o lixo produzido em sua casa, ou quando você esquece de colocar o lixo para ser levado, já causa incômodos, tais como, (mau cheiro, moscas, medo de pegar alguma doença) etc. imagine ter que conviver com a presença do lixo de uma cidade inteira ao lado de sua casa. Pois esta é a dura realidade de dezenas de famílias que moram ao lado do “lixão da cidade”.
Quando falamos de responsabilidade sempre se coloca a opção para as administrações passadas, ou até mesmo na dificuldade de se criar uma infra-estrutura adequada para a coleta e o tratamento do lixo, porém, não se pensa na dura realidade em que vivem aquelas famílias. O pior é que além do lixo que é depositado diariamente no local que fica por traz das casas, ainda colocam os dejetos das fossas sépticas dos órgãos públicos e de residências quando são coletados por empresas especializadas.
O mau cheiro, as moscas, mosquitos, o risco de doenças é uma situação em que ninguém gostaria de está inserido, mais as autoridades o que pensam sobre o assunto? Esperamos que haja um posicionamento e que seja garantida a retirada do lixão das proximidades das residências. Que seja providenciado um local adequado para se colocar o lixo produzido por todos, de forma que não prejudique outras pessoas.
 
PROFESSOR LÉO MODESTO 

COM RADIALISTA SEBASTIÃO BARBOSAJORNAL A TRIBUNA DO POVO
Anúncios