Treze ex-prefeitos perdem o foro privilegiado e serão julgados em suas comarcas

Treze ex-prefeitos serão julgados em suas respectivas comarcas. Eles não foram reeleitos e perderam o foro privilegiado. Nesta quarta-feira (27), o Pleno do Tribunal de Justiça do Estado decidiu, por unanimidade, remeter às comarcas de origem as ações envolvendo esses ex-gestores.

Passarão a ser julgados nas unidades judiciárias de primeiro grau, em cinco notícias crimes os ex-prefeitos Eduardo Jorge Lima de Araújo (São João do Tigre), Maria Clarice Ribeiro Borba (Pedras de Fogo), Arthur Bonfim Galdino de Araújo (Pocinhos), Inácio Roberto Lira Campos (Cacimba de Areia) e Marcel Nunes Farias (Prata).

Responderão por ações penais os ex-gestores Juraci Pedro Gomes (Sossêgo), Hugo Antônio Lisboa Alves (Caiçara), Flávia Serra Galdino (Piancó), Josimar Gonçalves da Costa (Olivedos).

O Pleno devolveu ainda processos que envolvem os ex-prefeitos Itamar Moreira Fernandes (Poço Dantas), Élson da Cunha Lima Filho (Areia), com dois processos, e José Francisco Régis (Cabedelo), com dois processos, além de um inquérito policial que tem como indiciado o ex-prefeito do município de Caturité, José Gervázio da Cruz.

PROFESSOR LÉO MODESTO

Com informações do Portal Correio

Anúncios