Para evitar ser expulso, Bira pede desfiliação do PSB

Bira protocolou o pedido nesta sexta-feira (22) no Tribunal Regional Eleitoral.

Após se reunir com os simpatizantes do seu mandato, na quinta-feira (21), o vereador Bira Pereira (PSB) decidiu deixar o PSB e protocolou nesta sexta-feira (22) junto ao Tribunal Regional Eleitoral o pedido de desfiliação. A argumentação é de justa causa, pois o parlamentar afirma que passou a ser alvo constante de perseguições dentro do partido. Na terça-feira (19) a Comissão de Ética do PSB entregou relatório ao Diretório Estadual opinando pela expulsão do vereador.

De acordo com o vereador, desde 2012 , após apoiar a candidatura interna do ex-prefeito Luciano Agra, o vereador passou a ser alvo constante de perseguições no PSB. “Logo após nosso apoio à pré-candidatura do ex-prefeito Luciano Agra, a direção do PSB passou a me perseguir, pois deixaram de me convocar para os atos da vida partidária, impetraram quatro ações no conselho de ética e, constantemente, veem à imprensa fazer declarações com a nítida intenção de denegrir minha imagem”, disse Bira.

O vereador Bira afirma que sua militância não acredita mais na democracia interna do partido, onde a falta de diálogo e a centralização das decisões virou uma constante. Por isso, resolveu entrar com uma ação junto ao Tribunal Regional Eleitoral requerendo, assim, sua desfiliação.

“Fui candidato com a autorização da Justiça Eleitoral e me elegi pela vontade popular. Em nenhum momento o partido participou positivamente da minha recondução à Câmara Municipal de João Pessoa”, pontuou Bira.

 

fonte: Jornal da Paraíba

Anúncios