Coreia do Norte confirma teste nuclear em seu território

A Coreia do Norte confirmou nesta terça-feira (12) ter conduzido com sucesso um teste nuclear subterrâneo em seu território, usando o que chamou de um artefato “miniaturizado”, confirmando a suspeita levantada pouco antes pela vizinha e rival Coreia do Sul, após o registro de um terremoto de causas “artificiais”.

O governo norte-coreano disse que o ensaio atômico tem como objetivo “proteger sua segurança nacional e soberania” contra o que chamou de a “hostilidade” dos EUA, seu inimigo declarado.

“Verificou-se que o ensaio nuclear que foi realizado a um nível elevado de segurança, utilizando um dispositivo miniaturizado e sem impacto negativo sobre o ambiente”, diz a agência estatal norte-coreana KCNA.

A Coreia do Norte disse que o teste teve “maior força explosiva” do que os de 2006 e 2009, que foram amplamente analisados como de pequena escala.

O teste foi criticado duramente pelo secretário-geral da ONU, pelo presidente dos EUA, pela União Europeia e pela Otan.

Em Viena, a Organização do Tratado de Proibição Completa de Testes Nucleares afirmou que a explosão constituiu uma “clara ameaça à paz e à segurança”.

O Conselho de Segurança da ONU convocou uma reunião de emergência para as 14h GMT (12h de Brasília), em Nova York.

O governo sul-coreano sugeriu que o tremor era um teste nuclear após ter notado causas “artificiais” no sismo, numa região que não é propensa a teremotos, segundo a agência estatal sul-coreana Yonhap.

G1

Anúncios