Santiago revela convite de Lula para se filiar ao PT e ataca PMDB: “querem me excluir”

O ex-senador Wilson Santiago (PMDB) revelou, nesta sexta-feira (25), que foi convidado pelo ex-presidente Lula para se filiar ao PT e disse que se sente honrado pelo convite, mas, sem modéstia, ressaltou que tem uma boa relação com Lula e o presidente lhe convidar para o PT não é nenhuma surpresa.

“Tenho pelo presidente Lula um grande apreço, uma boa aproximação e uma admiração muito grande. Então, o presidente me convidar, ou dar a entender do interesse do partido dele não seria nenhuma surpresa”, declarou.

O ex-senador está insatisfeito no seu atual partido, o PMDB, por se considerar excluído e desvalorizado pela cúpula partidária.

“O que existiu com relação ao meu grupo até o momento foi um verdadeiro processo de exclusão, de falta de consideração, de falta de reconhecimento e de isolamento, tentado por parte do partido. Esta é que é a grande verdade”, afirmou.

Santiago revelou que os compromissos firmados com o seu grupo nas reuniões para a escolha do diretório estadual no final do ano passado já foram descumpridos. “Os três compromissos firmados comigo já foram em parte descumpridos”, ratificou.

O ex-senador disse que espera reconhecimento pela a estrutura que tem dentro do PMDB, o que, segundo ele, não vem acontecendo. “Acho que o PMDB não pode deixar de reconhecer a força e o trabalho dos seus integrantes. Somos o grupo político dentro do PMDB que mais tem prefeitos e isso não pode ser desclassificado, desmerecido, como vem ocorrendo até agora, desde a eleição de 2010”, afirmou.



Fonte e Foto: 
WSCOM Online

Anúncios