A história de um guerreiro

391527_362643253807793_443396690_n

Há 5 dias, uma história comovente e emocionante tem se espalhado país afora. Esse ano, acontece no Rio de Janeiro a Jornada Mundial da Juventude, o encontro reunirá jovens do mundo todo com o Papa Bento XVI e desde meados do ano passado, nós da juventude da Diocese de Ponta Grossa estamos mobilizados para que o maior número possível de jovens possa se fazer presente nesse encontro. A inscrição custa cerca de R$ 700,00 por jovem e cada paróquia tem se mobilizado para reunir a quantia para seus jovens. No domingo, dia 13, na paróquia Monte Claro em Ponta Grossa, os jovens, na pessoa do Felipe, agradeceram à comunidade a quantia arrecadada para a inscrição. Dois jovens, infelizmente mal intencionados, ficaram sabendo do fato e do valor que supostamente estaria em posse do Felipe e na noite do mesmo dia invadiram a sua casa pedindo o dinheiro, o Felipe reagiu e foi baleado no pescoço.

Na manhã da segunda-feira, quando recebi a notícia, fiquei chocada, quase como sem acreditar liguei contar para minha mãe, que tem um carinho enorme pelo Felipe, para que ela pudesse ter mais notícias. Logo, todos os amigos começaram a postar o ocorrido no facebook e nos unimos numa grande corrente de oração pela vida do Felipe. Rapidamente a história se espalhou e jovens dos quatro cantos do país relatavam estar unidos em oração por ele. Na segunda-feira o Felipe encontrava-se em coma na UTI, seu quadro era grave e uma missa reuniu mais de 50 jovens na capela do hospital onde ele se encontra. Terça, dia 15, foi aniversário do Felipe e já as primeiras notícias mostravam que Deus estava nos ouvindo e cuidava dele. Na quarta, pude estar no hospital, acompanhava minha avó a um exame e pude deixar à Fernanda, sua irmã, os abraços e carinhos dedicados ao Felipe e as notícias de que ele apresentava melhoras não cessavam. Diariamente o Pe. Clayton, que tem acompanhado o Felipe, tem testemunhado através do facebook sobre as visitas que o tem feito, na quarta, ainda sem poder falar devido aos tubos de respiração, Felipe soletrou com o auxílio do Padre e das enfermeiras E-U-C-A-R-I-S-T-I-A, ele desejava receber Jesus. Ontem, Pe Clayton atendeu seu pedido, os tubos de respiração foram retirados e o Felipe já falava com o Padre – uma vitória para quem se encontra com a garganta machucada devido aos tubos recém tirados:

“Perguntei se ele conseguiria engolir a Eucaristia, ele estava com a boca seca também pela medicação e haviam recomendado que toda alimentação não fosse via oral! Mas “para quem ama nada se tona pesado”… ele pediu a enfermeira um copo com água e disse: “já molho minha boca padre”… Ao ver isto meu coração recitava o Salmo “minha alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo!”… São lições do amor que a cruz da enfermidade nos ensina muito rapidamente e falam muito alto! A enfermeira estava com 5 seringas para aplicar os medicamentos, eu me afastei para não prejudicar aquele atendimento também necessário, ela carinhosamente se demorava em aplicar os medicamentos… mas sabe o que me chamava atenção? Que o Felipe desde que tomou água mesmo recebendo aqueles medicamentos doloridos fechou os olhos e ficou o tempo todo com a língua sobre os lábios… traduzia aquilo que o livro de Apocalipse diz: “Vem Senhor Jesus!”… Assim que foi possível ministrei a Eucaristia, perguntei-lhe se era necessário repartir um pedaço menor, ele disse decidido: “não!” Foi sua “primeira comunhão” desde que havia recebido esta “vida nova”… e apaixonado fechou os olhos para saborear o Encontro: “Quanto eu te esperei…ansioso queria te ver, e te falar… o que há em mim, já não podia me conter…” (diz a canção) foi um ABRAÇO DE PAI! E a surpresa… aquela hóstia foi instantaneamente absorvida pela sua boca, e seu corpo… Aquela fusão de Deus conosco!” Pe Clayton

Antes do Padre ir embora, Felipe pediu a ele que rezassem pelos seus movimentos

 ”Padre nesta Adoração que vocês farão, nas orações que cada pessoa fizer e mesmo no Cerco… peçam para que eu possa sentir meu corpo … peçam pelos movimentos do meu corpo!”

É esse pedido do Felipe que venho estender à todos vocês, católicos ou não, cada um com sua crença, peço que doem poucos segundos do seu tempo pedindo à Deus pelos movimentos do Felipe.

O Felipe é um guerreiro, já está brincando com as enfermeiras e ele está sendo testemunho vivo, exemplo para mim e para todos, no leito de uma UTI, não perdeu em instante algum sua alegria em viver e principalmente, sua Fé.

Fê, sua alegria sempre cativou à todos, não está sendo diferente nesse momento, Deus está com você e nós estamos em oração! Força!

Rezem, intercedam pelo Felipe e sei que logo que ele saia do hospital, um dos pedidos dele será para que rezemos pela conversão destes jovens que o balearam, antecipo aqui o pedido.

FONTE: SEEUFOSSECHIC.COM

Anúncios