Servidores municipais de 7 cidades do Curimataú não receberam dezembro nem o 13º

NOVA PALMEIRA – Além de vereador e presidente da Câmara de Nova Palmeira, cidade de aproximadamente 4.500 habitantes, localizada entre o Curimataú e o Seridó paraibano, Sebastião José do Santos (PT), é também presidente do Sindicato dos Servidores Municipais do Curimataú, que representa funcionários de 7 prefeituras da região (Baraúnas, Damião, Frei Martinho, Nova Palmeira, Olivedos, Pedra Lavrada e Picuí).

 

A luta é grande e é preciso muita dedicação para dar conta do recado. Mas Tião está preparado para a missão e vem se desdobrando nas negociações. Já que algumas prefeituras não pagaram a folha referente ao mês de dezembro nem o 13º.

Baraúna, Pedra Lavrada e Picui, pagaram o 13º, já as demais não pagara, ne o 13º nem o mês de dezembro. Entre essas está Nova Palmeira, onde Tião é presidente da Câmara e alinhado politicamente ao projeto do atual prefeito, Zinho (PR).

 

Essa condição de aliado não impede Tião de brigar pelos interesses dos servidores da Prefeitura junto ao chefe do executivo.

 

Ambos (Tião e Zinho) se reunem constantemente e trocam figurinhas no sentido de tentar resolver as pendências deixadas pelo ex-prefeito, Petronilo (2005 – 2012).

 

“Sou presidente da Câmara e do sindicato dos servidores municipais de 7 municípios. Tenho minhas responsabilidades para com o povo. Por isso, sei separar as coisas. Por exemplo, mesmo sendo aliado do atual prefeito, estou sempre cobrando a resolução do impasse em prol dos funcionários, pois eles têm direito a receber o mês de dezembro e o 13º. O prefeito tem sido muito sensível e quer resolver essa questão. Tenho certeza que chegaremos a um acordo justo”, pontua o competente Tião.

 

 

 

 

PROFESSOR LÉO MODESTO

Com informações de Heleno Lima

Anúncios