Acusado de matar familiar do senador foi preso no Rio de Janeiro

Rinaldo Anselmo de Jesus estava em Nova Iguaçu/RJ

Um fugitivo da Cadeia Pública do município de Mamanguape foi capturado na cidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense na manhã desta terça-feira (15). Ele é acusado de matar o primo do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), um professor e ameaçar o promotor de Justiça Marinho Mendes.

Rinaldo Anselmo de Jesus, de 33 anos, conhecido como “Milgrau” fugiu para o Rio de Janeiro e passou a morar em Nova Iguaçu. De acordo com o sargento Roque do 34º BPM (Magé-RJ), informações da polícia da Paraíba levaram ao paradeiro do acusado.
Ainda de acordo com a polícia, ele trabalhava no Rio de Janeiro como pedreiro. O preso foi levado para a Delegacia da Posse (58ª DP) e deverá ser transferido ainda essa semana para o Estado. Rinaldo segundo a polícia , matou um professor, tentou matar o ex-diretor da cadeia pública de Mamanguape e ainda ameaçou de morte o promotor Marinho Mendes.
A morte do primo do senador Cássio ocorreu em janeiro de 2011, Marcos Humberto da Cunha Lima, de 46 anos, era ex-diretor da cadeia pública do município de Rio Tinto, na Paraíba. Marcos foi baleado enquanto conversava com o professor Severino Ferreira Ramos, de 46 anos. Severino também foi baleado e morreu. O verdadeiro alvo da quadrilha de Mil Grau era um terceiro homem que conseguiu escapar do atentado.
A prisão só aconteceu através do trabalho conjunto do Serviço de Inteligência da Polícia Militar do 5º BPM sob o comando do coronel Lívio Delgado, a Polícia Militar de Mamanguape do Rio de Janeiro. Ele estava foragido desde fevereiro de 2012.

Márcio Rangel

Anúncios