Soledade – Sessão tumultuada marca a eleição da Câmara de Vereadores

Em uma sessão bastante tumultuada aconteceu a solenidade de posse dos parlamentares na Câmara Municipal de Vereadores de Soledade realizada na manhã de hoje (01).
Os vereadores de sustentação do governo municipal tiveram uma surpresa ao iniciar os trabalhos da sessão que pretendia eleger a nova mesa diretora para o biênio 2013/2014, quando o vereador mais votado Miranda Neto, foi arrancado literalmente da cadeira de presidente pelo vereador Márcio Souto, que assumiu a sessão contra a decisão dos cinco vereadores da base do governo e passou a presidir os trabalhos, considerando impugnada a chapa encabeçada pelo vereador Lourival Delfino.
O vereador Marcio Souto que foi preterido pelos seus colegas na composição de chapas para as eleições na semana passada, havia registrado sua candidatura a presidente, mas, renunciou poucas horas antes da eleição de hoje. Na sessão desta terça – feira (01), o vereador Márcio após tomar a força o comando da eleição da Câmara, procedeu em favor da chapa da oposição encabeçada pelo vereador Genival Neto (Dôgo).
Os vereadores de situação lembram que a sessão presidida pelo vereador Marcio não pode ser considerada válida, já que de acordo com o Regimento da Casa, a sessão deve ser presidida pelo vereador mais votado, no caso, o vereador Miranda.
 Uma vez, que o vereador Miranda foi retirado do comando dos trabalhos, bem como, em razão da ausência de quorum mínino, em face de apenas estarem em plenário, o vereador Márcio e os três vereadores de oposição, a sessão ficou prejudicada.
 Segundo os cinco vereadores da situação, não se pode considerar válida qualquer encenação advinda da sessão realizada durante a ação da minoria na manhã de hoje.
Com o tumulto instalado, após cerca de duas horas, os vereadores da minoria deixaram o plenário, que foi de imediato ocupado pelos vereadores da maioria, sendo que, o vereador mais votado voltou a presidir a sessão e instalou todos os procedimentos formais e regimentais para realizar-se a eleição com quórum válido e respeitando a decisão da maioria dos vereadores, onde foi eleita a chapa encabeçada pelo vereador Lourival Delfino.
Os fatos ocorridos e os atos praticados neste dia 1º de janeiro na Câmara de Vereadores de Soledade, certamente terão seu desfecho no âmbito judicial.
 FONTES: RADIALISTA SEBASTIÃO BARBOSA /SOLEDADE NOTICIAS
Anúncios