Niterói: novo arcebispo retoma projeto de catedral projetada por Niemeyer. Construção será homenagem a bispo e arquiteto que idealizaram a obra.

Brazão Dom José Francisco 2

Dom José Francisco, acaba de enviar um comunicado aos sacerdotes da Arquidiocese de Niterói, informando a decisão da reunião com a prefeitura para retomada oficialmente do projeto onde será construída a nova Catedral Católica no Caminho Niemeyer situado no centro da cidade.

Leia a íntegra do comunicado:

Assunto: Retomada da construção da Catedral no Caminho Niemeyer

Informo aos senhores sacerdotes que na ultima quinta-feira, dia 20 de dezembro, em reunião com o atual prefeito de Niterói Jorge Roberto Silveira, foiretomado oficialmente o projeto, onde será construída a Nova Catedral Católica no Caminho Niemeyer situado no centro da cidade.

A obra acontecerá segundo o ultimo projeto revisado pelo arquiteto Oscar Niemeyer falecido recentemente, ainda não consta prazo para o seu inicio.

Aos irmãos sacerdotes, gostaria de ressaltar que este projeto é muito importante para toda a Igreja e para a Cidade de Niterói, pois com a construção deste templo católico a presença evangelizadora fomentará e valorizará mais a fé e o turismo no município.

Outro aspecto relevante é que a retomada da construção da catedral será uma homenagem ao falecido Arcebispo Dom Carlos Alberto E. Navarro, idealizador do projeto e ao arquiteto Oscar Niemeyer.

Niterói, 20 de dezembro de 2012,
+ Dom José Francisco Rezende Dias
Arcebispo Metropolitano de Niterói

* * *

Matéria de 2004 da Folha de São Paulo sobre o veto do então arcebispo Dom Alano Maria Pena, OP. Os destaques são nossos.

Igreja veta catedral suspensa de Niemeyer

desHO projeto que Oscar Niemeyer considera o mais bonito de seus 70 anos de arquitetura está ameaçado. Trata-se da catedral encomendada há cinco anos pela Arquidiocese de Niterói (a 15 km do Rio). O arcebispo da cidade, d. Alano Pena, não aceita construir a igreja se Niemeyer não aumentar o espaço para os fiéis. O arquiteto não quer atendê-lo. O projeto corre o risco de jamais sair do papel.

Niemeyer, 96, fez três projetos de catedral até chegar ao modelo definitivo, aprovado em 2001 pelo então arcebispo de Niterói, d. Carlos Alberto Navarro.

O problema começou com a morte de d. Carlos, em fevereiro do ano passado. Seu sucessor não gostou do projeto. Achou-o modernista, pouco funcional e pequeno para comportar os fiéis de Niterói e das cidades vizinhas.

A área interna da catedral desenhada por Niemeyer tem capacidade para até 3.800 pessoas. Para d. Alano, 68, é pouco. Ele gostaria que o interior da igreja comportasse cerca de 10 mil fiéis.

Na opinião do arcebispo, é um contra-senso a vizinha catedral da 1ª Igreja Batista de Niterói, também projetada pelo arquiteto, ter condições de receber até 5.000 fiéis. Moram em Niterói e nas cidades vizinhas (São Gonçalo, Itaboraí e Maricá, as principais) cerca de 2 milhões de pessoas. Na estimativa da arquidiocese, 80% delas são católicas.

Desenhada em forma de mitra papal por Niemeyer -um dos mais talentosos e premiados profissionais da história da arquitetura-, a catedral tem uma cúpula circular suspensa, amparada por três pilares de 45 m em relação ao nível do mar.

Cedido à arquidiocese pela Prefeitura de Niterói, o terreno destinado à nova catedral da cidade fica às margens da baía de Guanabara. Se vier a ser construída, a catedral terá a silhueta avistada do Rio, a quase 10 km de distância.

Por causa do impasse, as obras não começaram. O projeto é orçado pela arquidiocese em, no mínimo, R$ 10 milhões. Niemeyer projetou ainda um prédio anexo, para os setores administrativo, social e assistencialista da igreja.

perfil1A catedral batista também ocupará um terreno cedido pela prefeitura. O templo terá um pórtico de 23 metros de altura, com um vão livre de 61 metros de extensão. Também haverá um prédio de apoio. As escavações para a obra já começaram.

O arcebispo quer que Niemeyer recupere o segundo modelo de catedral que desenhou e esqueça o atual. O segundo projeto era mais espaçoso, segundo o arquiteto Edgard Guimarães Filho, colaborador da arquidiocese e indicado por d. Alano para falar à Folha sobre a questão.

Niemeyer declarou que não admite mais mexer no projeto, “o mais bonito” que já realizou. Segundo ele, o projeto “surgiu como uma mágica”.

“Estou lutando para fazer essa igreja. Não vou aceitar fazer uma que desenhei há três, quatro anos”, disse ele, referindo-se ao segundo projeto.

Diante do impasse e da necessidade de Niterói ter uma catedral moderna -a atual comporta cerca de 500 pessoas-, o arcebispo já disse a auxiliares que poderá contratar um novo projeto a um outro arquiteto e construir a igreja longe do terreno cedido pela prefeitura. O secretário de Cultura de Niterói, Marcos Gomes, disse que a prefeitura tentará resolver o problema.

“Estamos deixando a poeira assentar, trabalhando para conciliar. Vou atuar como mediador na questão. O prefeito [Godofredo Pinto, do PT] me pediu”, afirmou.

Caminho Niemeyer

o-caminho-niemeyer-em-niteroi-1

As catedrais católica e batista fazem parte do Caminho Niemeyer, um conjunto de prédios projetados pelo arquiteto ao longo da orla de Niterói. O início do caminho foi o MAC (Museu de Arte Contemporânea), inaugurado em 1996. Construído sobre um platô, com vista panorâmica da baía, é hoje uma das principais atrações turísticas do Estado. Idealizado na década passada pelo então prefeito Jorge Roberto Silveira (PDT), o Caminho Niemeyer já tem prontos, além do MAC, a praça Juscelino Kubitschek e o Memorial Roberto Silveira.

Estão em fase de conclusão as obras do Teatro Popular, da Fundação Oscar Niemeyer, da estação hidroviária de Charitas (bairro da cidade) e do Centro Petrobras de Cinema. O canteiro de obras está aberto à visitação pública, sem cobrança de ingressos.

O projeto prevê ainda, além das catedral católica e batista, uma capela no mar em homenagem à Nossa Senhora do Líbano e a nova estação das barcas de passageiros que ligam Niterói ao Rio. Niemeyer acaba de desenhar também uma praça no entorno de parte dos prédios e um aquário.

A expectativa do Grupo Executivo Caminho Niemeyer -vinculado à prefeitura- é que todos os prédios estejam prontos até o final de 2006, caso haja uma solução rápida para as divergências entre a arquidiocese e o arquiteto.

 

FONTE: fratresinunum.com

Anúncios