Cartaxo revela tamanho da bancada governista na CMJP e antecipa postura sobre a eleição da nova Mesa Diretora

O prefeito eleito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), garantiu, nesta terça-feira (06), que não vai interferir na eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa. Apesar de contar atualmente com o apoio de aproximadamente 20 parlamentares, dos 27 eleitos, o prefeito avisou que vai deixar os vereadores decidirem sozinhos sobre a sucessão. “A pior coisa do mundo é o prefeito de uma cidade mandar nos vereadores”, desabafou, com a experiência de quem já foi vereador por doze anos.

Apesar da ponderação, Cartaxo disse é indispensável na sucessão da Mesa Diretora da Câmara um consenso e entendimento entre os vereadores para que a eleição concorra sem maiores traumas.

“Vamos começar a fazer as devidas consultas na nossa base, pois temos aproximadamente 20 parlamentares dando suporte ao nosso futuro governo e quero ouvir todos para tentarmos construir esse consenso”, disse.

Na opinião do prefeito eleito, não há necessidade de uma disputa e sim de um convencimento: “Essa é a regra, a do diálogo, do debate e do convencimento”, defendeu.

TRANSIÇÃO

Cartaxo adiantou que deve anunciar os componentes de sua equipe de transição já amanhã, quarta-feira (06). Segundo ele, os membros poderão ser aproveitados na equipe de gestão, mas isso não será uma regra.

“Vamos usar a estrutura da Caixa Econômica Federal para montar lá nosso escritório de transição e teremos os técnicos da Caixa à nossa disposição para ajudar nesse processo. Até amanhã teremos definidos os nomes da equipe de transição”, disse.

O prefeito eleito acredita que não encontrará nenhum tipo de dificuldades na transição.

“Já conversei com Agra e as coisas estão andando com naturalidade”, falou.

Márcia Dias, com informações de Henrique Lima

PB Agora

Anúncios