Ministro liga para jovem que pariu durante Enem

O fato aconteceu em Sidrolândia, cidade distante 60 km de Campo Grande

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, ligou neste domingo (4) para a adolescente de 17 anos que deu à luz pouco antes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2012 e a autorizou a refazer a prova nos dias 4 e 5 de dezembro, quando o exame será aplicado em unidades prisionais e socioeducativas.

O fato aconteceu em Sidrolândia, cidade distante 60 km de Campo Grande (MS). A adolescente entrou na sala para a prova, que começou ao meio-dia (13h em Brasília), por volta das 11h. Quinze minutos depois, ela passou mal e pediu para ir ao banheiro.

Já em trabalho de parto, ela foi socorrida por uma auxiliar de enfermagem que atuava na fiscalização do exame. Ali ela teve o bebê. Em seguida, a estudante foi levada para o hospital da cidade. Mãe e filho passam bem.

A garota e seus familiares, moradores de um assentamento rural perto de Sidrolândia, disseram no hospital que não sabiam da gravidez. A adolescente não comentou que curso gostaria de completar caso fosse bem no exame.

A assessoria do MEC informou que o edital do Enem prevê que, em casos de acidente ou mal súbito, por exemplo, no dia oficial do exame, o candidato tem a chance de fazer as provas depois, na mesma data em que são aplicadas nos presídios. No ano passado, ainda segundo a assessoria, um estudante que foi atingido por um ventilador quando fazia a prova também pôde fazer o exame depois.

UOL

Anúncios