Professora da UEPB é encontrada morta dentro de apartamento

professora Briggida Rosely de Azevedo Lourenço foi assassinada dentro de seu apartamento nesta terça-feira (19), em João Pessoa. A polícia já tem suspeitos e está realizando buscas pela cidade. A vítima ensinava no curso Arquivologia na Universidade Estadual da Paraíba.

A mãe da vítima, Roselma Azevedo, chegou ao apartamento no fim da tarde e já achou Briggida morta, no bairro Jardim Cidade Universitária. Roselma contou à TV Cabo Branco, que a filha tinha marcas de estrangulamento.

O delegado de homicídios, Antônio Brainer, disse que já está ouvindo testemunhas e que a polícia está fazendo buscas pela cidade em busca de suspeitos. Segundo ele, o corpo foi achado por vizinhos pouco antes da chegada da mãe da vítima.

Roselma, ainda em frente ao prédio onde a filha foi morta, disse à repórter que recebeu um telefonema de um homem dizendo que havia “feito uma besteira” e que ela fosse até a casa da filha.

A suspeita da polícia é que ela foi morta pelo marido, identificado apenas pelo nome de Gilberto, de quem ela estava separada há alguns tempo. Ele queria voltar a viver com Briggida e ela não queria mais reatar o relacionamento. O corpo foi encontrado pela mãe dela, que mora no conjunto José Américo.

Da Redação com o G1 PB/paraiba.com.br

About these ads