POR LLEOMODESTO

A CIDADE DE QUEIMADAS ESTÁ EM LUTO, DEVIDO GRAVES CRIMES QUE OCORRERAM EM UM ANIVERSÁRIO. TODO O ESTADO DA PARAÍBA TAMBÉM FICOU CHOCADO, TAMANHA FOI A CRUELDADE ADOTADA PELOS MONSTROS. O PORTAL MAIS PB, DIVULGOU O ACONTECIDO, SEGUE A REPORTAGEM:

PORTAL MAISPB

foto ilustrativa
Uma verdadeira barbárie foi o que presenciaram participantes de uma festa de aniversário no município de Queimadas, no Agreste da Paraíba, na madrugada deste domingo (12). Todas as mulheres que estavam no local foram estupradas e duas morreram com tiros à queima roupa.

A tragédia aconteceu durante um aniversário, no Centro de Queimadas, há 15 km de Campina Grande, quando por volta da 0h, seis bandidos encapuzados e fortemente armados invadiram a comemoração – que fica na rua César Ribeiro, nº 190 -, amarraram as 15 pessoas que estavam no local e as agrediram, além de estuprarem todas as mulheres.

Os assaltantes fugiram levando duas mulheres, R$ 5 mil do dono da residência e uma Picape de um participante da festa. A recepcionista Michele Domingos da Silva, 29 anos, conseguiu pular do veículo em movimento, mas os acusados pararam o carro e a executaram na lateral de uma igreja católica. Já a professora Isabela Jussara Frazão Monteiro, 27 anos, foi amarrada com algema de plástico e em seguida deixada em cima da Picape, utilizada na fuga, já sem vida.

LOGO APÓS O ACONTECIDO, A POLÍCIA COMEÇOU A FAZER DILIGÊNCIAS E PRENDEU OS MILITANTES, SEGUE MAIS INFORMAÇÕES:

Sete dos noves suspeitos que foram presos. FOTO: @souzaneto

Operação Integrada entre o 2º e o 10º Batalhão da Polícia Militar e da Polícia Civil  da Paraíba prendereram, em menos de 24h, nove elementos suspeitos de participarem dos homicídios, estupros e assalto na madrugada de hoje no município de Queimadas.

O comandante do 2º Batalhão da PM Souza Neto confirmou, através do seu twitter, que nove acusados foram capturados no município (na foto aparece sete deles) e que no local os policiais também apreenderam as armas utilizadas no crime e grande quantidade de munição.

A barbárie que chocou os paraibanos aconteceu na madrugada deste domingo (12), quando bandidos encapuzados e fortemente armados invadiram uma festa particular e prenderam 15 pessoas que estavam no local.

Depois de agredirem e estuprarem as mulheres presentes os criminosos fugiram levando 5 mil reais do dono da residência, dois carros de participantes da festa e duas mulheres como reféns.

A recepcionista Michele Domingos da Silva, 29 anos, conseguiu pular do veículo em movimento, mas os acusados pararam o carro e a executaram na lateral de uma igreja católica. Já a professora Isabela Jussara Frazão Monteiro, 27 anos, foi amarrada com algema de plástico e em seguida deixada em cima da Picape morta.

Foi marcada para esta segunda-feira (13), às 10h, na Central de Polícia em Campina Grande uma coletiva de imprensa,  em que os policiais irão detalhar toda operação que conseguiu, com sucesso, prender os estupradores e homicidas e para esclarecer os motivos que levaram os acusados cometerem o crime.

Fotos divulgadas pelo comandante:

Armas usadas no crime. Foto: @souzaneto

Armas usadas no crime. Foto: @souzaneto

Armas usadas no crime. Foto: @souzaneto

Naira Di Lorenzo – MaisPB

DOIS DOS ACUSADOS DO ESTUPRO E MORTE DAS MULHERES EM QUEIMADAS, FORAM AO VELÓRIO DAS VÍTIMAS,  A RECEPCIONISTA MICHELE DOMINGOS DA SILVA, 29 ANOS, E DA PROFESSORA ISABELA JUSSARA FRAZÃO MONTEIRO, 27 ANOS, TAMANHO O CINISMO DOS MONSTROS. ABAIXO VOCÊ PODE VER A FOTO DAS DUAS VÍTIMAS FATAIS:

A GRANDE SURPRESA AINDA ESTAVA POR VIR, SEGUNDO REPORTAGEM DO PORTA CORREIO, A DELEGADA CASSANDRA DUARTE REVELOU NA MANHÃ DESTA SEGUNDA-FEIRA, QUE TODOS OS HOMENS PRESENTES NO ANIVERSÁRIO PARTICIPARAM DO ESTUPRO COLETIVO DAS MULHERES EM QUEIMADAS. A VIOLÊNCIA SEXUAL TERIA SIDO UM “PRESENTE DE ANIVERSÁRIO” PARA O ANIVERSARIANTE, EDUARDO SANTOS PEREIRA, 28 ANOS, PELO IRMÃO DELE, LUCIANO. OS ALVOS PRINCIPAIS ERAM DUAS IRMÃS, PRISCILA E ISABELE. MAS COMO MICHELE SILVA E ISABELA PAJUSSARA RECONHECERAM OS AGRESSORES, TIVERAM AS SUAS VIDAS CEIFADAS, ELAS FORAM MORTAS COM TIROS CALIBRE 40, QUE É DE USO EXCLUSIVO DAS FORÇAS ARMADAS. SEGUNDO A DELEGADA, AS DUAS FORAM MORTAS POR TEREM CONHECIDO OS PRATICANTES DO ESTUPRO COLETIVO, COMO SENDO OS ORGANIZADORES DO ANIVERSÁRIO, E POR ISTO ELAS FORAM BRUTALMENTE EXECUTADAS SEM REMORSO ALGUM POR PARTE DOS ASSASSINOS, QUE QUERIA FAZER DA FESTA DE ANIVERSÁRIO UMA ESPÉCIE DE CABARÉ, COM SEXO FORÇADO, E ASSIM, MESMO LEVANDO AS DUAS MULHERES PARA MATÁ-LAS, AINDA ESTUPRARAM AS OUTRAS QUE LÁ ESTAVAM, APENAS AS ESPOSAS DOS DOIS PRINCIPAIS ACUSADOS DOS ESTUPROS E ASSASSINATOS, OS IRMÃOS EDUARDO E LUCIANO, FORAM POUPADAS!!!

VEJA ABAIXO O MOMENTO EM QUE ACUSADOS DE COMETER ESTE CRIME HORRÍVEL FORAM PRESOS PELA POLÍCIA (ROTAM):

MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE ESTE ASSASSINATO COLETIVO EM QUEIMADAS(DUPLO ASSASSINATO EM QUEIMADAS-PB), DEIXE SUA PERGUNTA NA SESSÃO COMENTÁRIOS, OU ME SIGA NO TWITTER, CLICANDO NO BOTÃO ABAIXO,


ATUALIZAÇÃO 1:

ACUSADOS DE ESTUPRO E ASSASSINATO EM QUEIMADAS CHEGAM A JOÃO PESSOA-PB

Transferência foi para garantir a integridade fisica do acusados

Foram transferidos na tarde desta quarta-feira, 15, da carceragem da Central de Policia de Campina Grande, para o Presídio PB 1, em João Pessoa os envolvidos no estupro coletivo ocorrido no ultimo final de semana em Queimadas, que culminou com duas mulheres mortas. A transferência foi solicitada para evitar fuga ou reação violenta da população de Queimadas em vingança. Os sete adultos acusados chegaram a PB 1 no final da tarde.

Segundo o delegado, o crime chocou toda a região de Queimadas, inclusive os presos da Central de Policia. Os nomes dos acusados não foram divulgados, mas entre eles estão os irmãos Eduardo e Luciano Pereira dos Santos, organizadores da festa e responsáveis pelos estupros e os dois assassinatos.Os acusados vão ficar nas celas de reconhecimento durante alguns dias, até que seja decidido o destino deles e o local onde eles vão esperar julgamento.

Entenda o caso

Os sete rapazes transferidos são acusados de terem simulado um assalto durante uma festa de aniversário. Haviam oito mulheres na festa, seis delas foram estupradas e duas assassinadas a tiros porque reconheceram dois dos agressores, os irmãos Luciano e Eduardo. A recepcionista Michelle Domingos da Silva de 29 anos e a professora Isabella Jussara Frazão Monteiro, de 27 anos, foram obrigadas a sair da casa. Na fuga, Isabella saltou do veículo, mas acabou sendo executada com vários tiros. A recepcionista Michelle foi levada pelo bando para uma estrada que dá acesso a um sítio, onde teve os braços e as pernas amarradas e depois foi morta.

ATUALIZAÇÃO 2:

MESMO COM TUDO O QUE ACONTECEU, COM O ESTUPRO COLETIVO E COM O ASSASSINATO DE 2 PESSOAS, NEM MESMO ASSIM, OS SUPOSTOS MENTORES DESTA BARBARIDADE EM QUEIMADAS-PB NÃO SE INTIMIDARAM, FOI DIVULGADO UM VÍDEO QUE COMPROVA A PRESENÇA NO LOCAL DE PELO MENOS UM DOS ACUSADOS LUCIANO DOS SANTOS, COMPROVANDO A FRIEZA DE ESPÍRITO DIANTE DO DESESPERO DAS PESSOAS QUE ESTAVAM (ESTÃO ATÉ AGORA) CHOCADAS PERANTE TAMANHA CRUELDADE, ABAIXO O VÍDEO DO VELÓRIO:

ATUALIZAÇÃO 3:

A CADA INSTANTE SÃO DIVULGADAS MAIS INFORMAÇÕES CONFORME AS INVESTIGAÇÕES POLICIAIS AVANÇAM, DESTA VEZ FOI UM DIVULGADO UM VÍDEO, QUE MOSTRA UM DOS ACUSADOS PELA BARBÁRIE DE QUEIMADAS, APÓS SER CAPTURADO PELA POLÍCIA FALANDO DETALHES DE COMO TUDO ACONTECEU, SEGUE ABAIXO O VÍDEO COM O DEPOIMENTO:

UM DOS PRINCIPAIS ACUSADOS DO CRIME BÁRBARO TAMBÉM DEU O SEU DEPOIMENTO, LUCIANO DOS SANTOS,  O ANIVERSARIANTE QUE SEGUNDO AS INVESTIGAÇÕES RECEBERIA DE PRESENTE OS ESTUPRO COLETIVO DAS MULHERES, NO VÍDEO ELE AINDA TENTA FUGIR DAS ACUSAÇÕES, VEJA O VÍDEO:

ATUALIZAÇÃO 4
AS DUAS PRINCIPAIS EMISSORAS DE TV DO ESTADO DA PARAÍBA, A TV PARAÍBA E A TV CORREIO, FIZERAM REPORTAGENS LEVANTADO DADOS SOBRE O QUE TERIA ACONTECIDO DURANTE O CRIME, NO VÍDEO ABAIXO VOCÊ TEM A FALA DE POPULARES, DE POLICIAIS, REPÓRTERES E ACUSADOS, CONFIRA:
TV PARAÍBA
TV CORREIO:
ATUALIZAÇÃO 5

O ESTUPRO DE QUEIMADAS ACOMPANHADO DE DOIS ASSASSINATO DE MULHERES EM UM ANIVERSÁRIO, TEVE REPERCUSSÃO NACIONAL DIANTE DE TAMANHA BRUTALIDADE E FRIEZA, SENDO ACESSADO E COMENTADO ATÉ DE FORA DO PAÍS.

A POPULAÇÃO DE QUEIMADAS-PB AINDA ESTÁ CHOCADA COM TUDO O QUE OCORREU, ALÉM DE TUDO FOI DESCOBERTO QUE UM SOBRINHO DO PREFEITO E DO DEPUTADO ESTADUAL, AMBOS DA CIDADE DE QUEIMADAS ESTA ENVOLVIDO NO ESTUPRO COLETIVO DE MULHERES E ASSASSINATO DE DUAS DELAS. SEGUNDO REPORTAGEM DO PORTAL PBAGORA, OS FAMILIARES INFLUENTES TENTARAM ENCOBRIR O CASO, MAS AS AUTORIDADES POLICIAIS CONFIRMARAM A SUA PARTICIPAÇÃO.

SEGUE A REPORTAGEM DO PORTAL DE NOTÍCIAS PBAGORA:

Estupro em Queimadas: sobrinho de prefeito está envolvido

Integrante de bando que estuprou e matou mulheres é sobrinho do prefeito de Queimadas 

Estupro em Queimadas: sobrinho de prefeito está envolvido

A notícia foi confirmada pelos agentes da Delegacia Especializada em Homicídios de Campina Grande no início na noite desta segunda-feira. O jovem estudante Diego do Rego Domingues, de 19 anos, é mesmo sobrinho do prefeito da cidade Queimadas Carlinhos de Tião e de seu irmão, que é deputado estadual pelo PMDB, Doda de Tião.

A notícia do envolvimento e da prisão do rapaz na noite de ontem caiu como uma bomba na família de lideranças políticas que tentaram esconder o fato, no entanto, a situação foi confirmada pelas autoridades policiais.

De acordo com a Polícia Civil, Diego do Rego seria amigo dos irmãos Eduardo e Luciano que seriam os mentores e responsáveis pela prática criminosa. O sobrinho do prefeito também teria abusado sexualmente das mulheres durante o aniversário, quando se passou por um assaltante.

Diego do Rego Domingues e os outros seis envolvidos (maiores de 18 anos) foram autuados em flagrante acusados nos crimes de estupro, homicídio qualificado e formação de quadrilha. Eles estão recolhidos na carceragem da Central de Polícia Civil de Campina Grande e deverão ser transferidos nesta terça (14) para a Penitenciária de Segurança Padrão (Antiga Máxima).

Os outros três envolvidos no delito são menores e serão encaminhados para Lar do Garoto, em Lagoa Seca.

COM A DIVULGAÇÃO DAS INFORMAÇÕES, ALGUÉM DA FAMÍLIA TINHA QUE SE PRONUNCIAR SOBRE O CASO, A RESPONSABILIDADE FICOU PARA O DEPUTADO ESTADUAL DODA DE TIÃO (PMDB), ELE CONFIRMOU A PARTICIPAÇÃO DO SOBRINHO E SE DISSE ENVERGONHADO COM O QUE ACONTECEU, SEGUE A REPORTAGEM:

 Envergonhado, foi assim que o deputado estadual Doda de Tião (PPL) confirmou que um dos integrantes do bando acusado de estuprar e matar mulheres no município de Queimadas era mesmo seu sobrinho.

O acusado, Diego Domingues, de 19 anos, é filho da irmã do parlamentar. “Eu estou com vergonha. Isto é uma vergonha para mim, para nossa cidade e para o meu irmão que é prefeito (Carlinhos de Tião)”, disse.

Doda de Tião disse ainda que não vai passar a mão na cabeça do sobrinho e cobrou justiça.

Outro fato relatado pelo deputado é que duas das vítimas de estupro eram conhecidas da família e do sobrinho já há alguns anos. A professora Isabela Jussara Frazão Monteiro, por exemplo, já tinha trabalhado para o parlamentar.

O parlamentar chegou a fazer um pronunciamento duro na tribuna da Assembleia, cobrando justiça e parabenizando a Polícia Militar pela rápida elucidação do crime.

O CRIME TEVE REPERCUSSAO NACIONAL

O portal o Estadão, um dos mais lidos do Estado trouxe a manchete em destaque

Irmão dá estupro coletivo como ‘presente’ na PB

Grupo forjou assalto para poder violentar cinco mulheres, em Queimadas; duas delas acabaram assassinadas, após terem identificado dupla

14 de fevereiro de 2012 | 3h 02

ADELSON BARBOSA DOS SANTOS , ESPECIAL PARA O ESTADO , JOÃO PESSOA – O Estado de S.Paulo

A Polícia Civil da Paraíba prendeu dez homens, incluindo três adolescentes, por envolvimento no estupro de cinco mulheres – e na morte de duas delas -, na madrugada de domingo. Elas foram estupradas como um “presente” de aniversário, em uma casa no centro da cidade de Queimadas, a 140 quilômetros de João Pessoa.

O crime chocou os cerca de 40 mil habitantes de Queimadas. A primeira versão das testemunhas dava conta de que cinco homens encapuzados teriam invadido a casa, amarrado e trancado todos os homens em um quarto e estuprado todas as mulheres. Logo no início das investigações, porém, a polícia começou a desconfiar da participação dos donos da casa. E eles acabaram presos no velório das duas vítimas.

Segundo os investigadores, o crime foi premeditado pelos irmãos Eduardo e Luciano dos Santos Pereira. Os estupros das mulheres teriam sido um presente de Eduardo para Luciano, o aniversariante, que teria chegado recentemente do Rio de Janeiro.

Conforme o superintendente da 2.ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Campina Grande, André Rabello, os acusados compraram os materiais para amordaçar e amarrar as vítimas em um supermercado de Queimadas, no sábado. O material teria sido entregue na sequência aos três adolescentes que participaram do crime.

Depois, conforme o delegado, os irmãos deram continuidade ao plano, ao convidar as vítimas para a festa de aniversário. Segundo o delegado, todos os homens que estavam no local sabiam do plano.

Farsa. Ainda de acordo com o que foi apurado pela polícia, após atrair as vítimas para a festa, Eduardo e Luciano teriam combinado com outros seis comparsas para que forjassem uma invasão à residência e praticassem os estupros. “No momento da invasão forjada, os dois irmãos fingiram ter sido trancados e amordaçados em um quarto, mas o que aconteceu foi que os comparsas apenas dominaram as vítimas para que Eduardo, Luciano e um terceiro, identificado como Papinha (Fernando de França Júnior), cometessem os estupros”, contou a delegada Cassandra Duarte.

Cassandra, que investiga o caso, afirma que as duas mulheres mortas – a recepcionista Michele Domingos da Silva, de 26 anos, e a professora Isabela Pajussara Frazão Monteiro, de 28 – eram amigas dos irmãos. Elas foram assassinadas porque as vendas que cobriam os olhos de Michele, no momento do estupro, teriam caído, o que permitiu a identificação dos estupradores.

Ao lado da recepcionista, a professora ouviu os nomes dos irmãos, que decidiram então executar as duas, conforme Papinha relatou à polícia.

Michele foi assassinada a tiros na lateral da igreja matriz de Queimadas, no centro da cidade, após se jogar de uma caminhonete em movimento e tentar fugir. Ela foi socorrida ainda com vida, mas morreu a caminho de um hospital de Campina Grande.

Já Isabela foi encontrada morta, nua, em uma comunidade rural a dois quilômetros da cidade. Ela estava com os pés e mãos amarrados, olhos vendados e a boca amordaçada com uma meia. O corpo estava na carroceria de uma caminhonete.

Sem nada desconfiar. Apenas as mulheres dos irmãos não foram estupradas na festa. A delegada Cassandra Duarte explicou que foram feitas reféns e trancadas no banheiro. “Elas não sabiam que os maridos tinham planejado o crime. Foram vítimas também. Pensavam que havia sido um assalto, uma versão que eles inventaram para a polícia.”

ATUALIZAÇÃO 6:

ESTUPRO EM QUEIMADAS – ACUSADOS DE ESTUPRO COLETIVO E ASSASSINATOS TEM AUDIÊNCIA HOJE

Audiência Com Acusados De Estupro Coletivo Na PB Ocorre Nesta Segunda

Segunda audiência de instrução ocorre nesta segunda no Agreste da PB. Cinco mulheres foram estupradas e duas assassinadas em Queimadas.

Isabela Pajussara e Michelle Domingos foram violentadas e assassinadas (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Isabela e Michelle foram violentadas e mortas em Queimadas (Foto: Reprodução/TV Paraíba)

Está marcada para esta segunda-feira (18) a segunda audiência de instrução com as testemunhas e também os acusados de participarem de um estupro coletivo que terminou com duas mulheres mortas na cidade de Queimadas, no Agreste paraibano.A primeira audiência aconteceu no dia 4 de junho e 11 testemunhas de acusação foram ouvidas. A audiência acontece no Tribunal do Júri do Fórum de Queimadas às 8h.

A juíza Flávia Baptista Rocha deve ouvir nesta segunda-feira os sete homens acusados do estupro de cinco mulheres e um duplo homicídio. Na audiência serão avaliados laudos e provas das participações de cada acusado. Depois da qualificação dos réus, a juíza decide se os réus serão levados a júri popular ou não. Todos os depoimentos serão filmados para agilizar a captação das informações.

VEJA O VÍDEO COM UMA REPORTAGEM SOBRE O CASO:

Na primeira audiência de instruçao foram ouvidas as mulheres que foram estupradas e os três adolescentes acusados de participar do crime. Durante a audiência, o advogado de acusação Félix Araújo apresentou o exame de balística durante a audiência a fim de provar a culpa dos acusados. “O exame comprova que os tiros que atingiram e mataram as meninas saíram mesmo da arma que foi encontrada com Eduardo dos Santos Pereira. É uma prova cabal do envolvimento deles no caso”, disse. Ainda segundo ele, os adolescentes envolvidos confessaram a versão da polícia. Ele acredita que Eduardo, acusado de planejar a ação, será levado a júri popular.

Suspeitos de envolvimento no crime foram detidos
no PB1 na capital (Foto: Reprodução/TV Paraíba)

Acusação
Conforme as investigações da Polícia Civil e a denúncia feita pelo Ministério Público da Paraíba, cinco mulheres foram estupradas e duas delas assassinadas durante uma festa. Para a polícia, os estupros teriam sido planejado pelos irmãos Luciano e Eduardo dos Santos Pereira, que teriam convidado amigos para abusar sexualmente de mulheres convidadas de uma festa promovida por eles.

Os irmãos teriam simulado a chegada de assaltantes na casa e usado máscaras e capuzes para não serem reconhecidos. Duas das vítimas teriam conseguido ver as pessoas que as violentavam e por isso foram tiradas da casa e executadas.

Os dez rapazes estão sendo acusados por estupro, cárcere privado, lesão corporal, formação de quadrilha. Eduardo, no entanto, está sendo acusado isoladamente também por duplo homicídio e posse ilegal de arma.

Os adolescentes podem passar até três anos internados no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, mas a cada seis meses poderão ser reavaliados. Dependendo do comportamento dos menores de idade, o tempo de internação pode ser reduzido.

Três adolescentes suspeitos são levados para abrigo provisório (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Três adolescentes suspeitos foram levados para
abrigo provisório (Foto: Reprodução/TV Paraíba)

O crime
No dia 12 de fevereiro de 2012 duas mulheres foram assassinadas na cidade de Queimadas, no Agreste da Paraiba. Segundo a Polícia Militar, elas estariam em uma festa de aniversário em uma casa com dez homens e outras três mulheres. Os homens são acusados de estupras as cinco e matar duas delas. As mortes teriam acontecido porque as vítimas reconheceram os criminosos. Uma delas foi morta com quatro tiros em uma rua central da cidade e a outra foi assassinada com três tiros na estrada para Campina Grande.

DEIXE ABAIXO O SEU COMENTÁRIO, OU ME SIGA NO TWITTER CLICANDO NO BOTÃO ABAIXO.

MAIORES INFORMAÇÕES SOBRE OS ESTUPROS E ESTE ASSASSINATO COLETIVO EM QUEIMADAS(DUPLO ASSASSINATO EM QUEIMADAS-PB), SERÃO POSTADAS EM BREVE, MAIS DETALHES DEIXE SUA PERGUNTA OU COMENTÁRIO NA SESSÃO COMENTÁRIOS, OU ME SIGA NO TWITTER, CLICANDO NO BOTÃO ABAIXO,


FONTES: MAISPB, PORTAL CORREIO E SITE SERTÃO BEM INFORMADO

About these ads